Piratininga, 30 de junho de 2017

img

FLIP 2013. Baleia vive.

 

E aí, meu velho?

Em nossas cartas, tenho afirmado que considero vocês, livros, grandes amigos nossos. É a mais pura verdade. Dada a chance de conhecê-los, as horas e as tardes frias se tornam menos desinteressantes. Vinicius de Moraes disse que “o uísque é o cachorro engarrafado”, colocando o destilado como o melhor amigo do homem (as mulheres, certamente, discordariam do tipo de bebida). Mas como Vinicius era tão competente com um copo na mão quanto com uma caneta, temos então a junção perfeita: uma boa dose de bebida alcoólica para libertar a alma e um bom livro para soltar a imaginação. Ou seria o contrário?

Na verdade, esta carta não é para defender o uso de livros e bebidas, por mais que a mistura seja bem adequada. E para falar do que Vinicius sugeriu metaforicamente como conteúdo da garrafa: o cachorro.

Não se sinta diminuído por colocar na mesma roda de um grande amigo, o dito animal de quatro patas, olhar pidão e um enorme desejo de agradar a esta raça mal resolvida chamada humano, da qual o leitor aqui faz parte.

Cães, assim como livros, valem muitas cartas. Tive alguns. Diga-se que uns “bons alguns” desde criança. Foram 17, entre os de raça e muitos vira-latas. Talvez por ter tido tantos cães, achei que meu caminho como escritor ou homem voltado para as artes, estaria bem encaminhado, já que em diversas fotos, pintores, escritores, tinham aos seus pés ou mencionados em suas obras, cães simpáticos, cães rebeldes, cães preguiçosos ou cães cães.

De todos que tive e amei profundamente, na vida e na partida, o último foi o que mostrou maior interesse pelas letras. Devorava livros como ninguém e tinha um gosto especial pelos livros em quadrinhos de Tin Tin. Chegasse eu tarde em casa e lá estava, retirado da estante com uma precisão de bibliotecário, espalhado pelo chão, selecionados com critério crítico, nacos de algumas páginas. Ele sabia como me ferir.

O nome desse leitor voraz era Leão. Ele foi achado numa poça de lama após uma enxurrada. Eu havia acabado de mudar para uma casa em Piratininga, na cidade de Niterói, quando uma vizinha amiga, bateu em minha porta e falou: “Olha quem eu achei quase afogado?” E aí a história segue com outros cães de antes e depois.

Leão, vira-lata da melhor estirpe, foi o último que tive. A partir daí, passaram a ser os “cães dos outros’, descolando um afago aqui, um abraço ali, um focinho gelado por proximidade.

Com muito mais livros e nenhum cão (por mais que seja tentado a ter, mas ainda sentindo aqui dentro a partida de todos), vejo que ambos, têm uma longa história. Algumas foram além das páginas, pois simbolizaram o drama do homem por meio da sua percepção. Baleia, de “Vidas Secas”, de Graciliano Ramos, talvez seja a face da amizade do cão pelo homem mais citada e referenciada da literatura brasileira. Que eu me lembre, é a morte mais chorada de um animal na literatura. Não sei se algum livro sobre curiosidades de cinema aí na estante onde habitas, menciona a história que aconteceu quando da transposição do livro para filme pelas mãos de Nelson Pereira dos Santos. Ao ter a cena da morte da Baleia no filme apresentado no Festival de Cannes, o público e a crítica reagiram, acreditando que realmente, a magrela cadela havia sido morta. Note, meu velho, que supor isso, numa época em que não existiam ONGs de proteção dos animais e órgãos voltados para isso, me faz pensar que os europeus achavam que além de índios, selvas e bichos exóticos, nós também fazíamos cinema com as mãos sujas de sangue. A Baleia do filme ganhou passagem na classe econômica e voou até Cannes para mostrar que estava viva, leve e solta.

Desse que é um dos meus escritores brasileiros preferidos, Graciliano Ramos tem, certamente, uma das páginas mais emocionantes sobre o que é ser um cão na vida dura dos homens. Fato é que, na sua vida pessoal, também deveria viver com algum próximo. Saramago, como disse na carta anterior, vivia com seus cães que foram chegando até “A Casa” na Ilha de Lanzarote (do lado de fora, ao lado da porta, havia essa placa dizendo que “A casa” de Saramago era…a casa. Simples e poético assim). Numa carta futura, volto ao tema do escritor português e seus cães que inspiraram personagens caninos em seus livros.

E Saramago, sendo sempre Saramago, definiu bem o que são esses seres: “Encontro nos cachorros mais humanidade que nos homens”. Graciliano, certamente, concordaria. E cães latiriam.

Até a próxima página. Um grande abraço e nos lemos em breve.

L.

PS: Cães já deram em grandes personagens de séries e filmes. Em alguns casos, foram melhores atores e atrizes do que os que falavam. Teria recomendações óbvias de livros com cães, mas gostaria de lembrar dois textos; um conto e um livro. Ambos são excelentes e talvez, pouco conhecidos. Mas para quem ama livros e cães, são imperdíveis; “Argo e seu dono”, de Italo Svevo, da Berlendis & Vertecchia Editores e “Da dificuldade de ser cão”, de Roger Grenier. Se eu tivesse um, leria para o amigo peludo.

 

leao

Leão, o devorador de livros.

32 comentários em “Piratininga, 30 de junho de 2017

  1. Hey I am so thrilled I found your site, I really found you by mistake, while I was browsing on Askjeeve for something else, Regardless I am here now and would just like to say
    thanks for a remarkable post and a all round thrilling
    blog (I also love the theme/design), I don’t have time to browse
    it all at the moment but I have book-marked it and also included your RSS feeds, so when I have time I will be
    back to read a lot more, Please do keep up the excellent jo.

  2. You’re so awesome! I don’t suppose I have read through anything like that before.

    So good to find someone with a few genuine thoughts on this topic.
    Seriously.. thank you for starting this up. This site is one thing that’s needed on the internet, someone
    with some originality!

  3. I have been browsing online greater than 3 hours these days, yet I
    by no means found any interesting article like yours.
    It is pretty value sufficient for me. In my view, if all website owners and bloggers made good content material as you probably
    did, the internet can be a lot more helpful than ever before.

  4. Do you mind if I quote a few of your posts as long as I
    provide credit and sources back to your site? My blog site is in the exact same niche as yours and my visitors would truly benefit from
    some of the information you provide here. Please let me know if this ok with you.
    Regards!

  5. My partner and I absolutely love your blog and find the majority of your
    post’s to be exactly I’m looking for. Does one offer guest writers to write content to suit your needs?
    I wouldn’t mind publishing a post or elaborating
    on most of the subjects you write in relation to here.
    Again, awesome web site!

  6. Right here is the right blog for anybody who really wants to understand this topic.
    You understand so much its almost tough to argue with you (not that I actually will need to…HaHa).
    You definitely put a brand new spin on a topic that’s been discussed for decades.
    Great stuff, just wonderful!

  7. Its such as you read my mind! You seem to understand a lot about this, such
    as you wrote the book in it or something. I feel that you could do with a
    few % to pressure the message house a bit, but instead of that,
    this is magnificent blog. A fantastic read. I’ll definitely be back.

  8. Appreciating the hard work you put into your site and detailed information you provide.
    It’s good to come across a blog every once in a while that isn’t the same unwanted rehashed
    information. Great read! I’ve saved your site and I’m adding your RSS feeds to
    my Google account.

  9. First off I would like to say awesome blog! I had a quick question that
    I’d like to ask if you don’t mind. I was curious to find out how you center yourself and
    clear your head before writing. I’ve had difficulty clearing my thoughts in getting my
    thoughts out. I do enjoy writing but it just seems like the first 10 to 15 minutes are lost just
    trying to figure out how to begin. Any recommendations or tips?
    Kudos!

  10. Its like you read my mind! You appear to know a lot about
    this, like you wrote the book in it or something.
    I think that you can do with a few pics to drive the message home a little bit,
    but instead of that, this is excellent blog. A great read.
    I will certainly be back.

  11. Hello! Do you know if they make any plugins to assist with Search Engine Optimization? I’m trying to get my blog to rank for some targeted keywords but I’m not seeing
    very good success. If you know of any please share. Cheers!

  12. Unquestionably believe that which you said. Your favorite reason appeared to
    be on the net the simplest thing to be aware of. I say to you, I
    definitely get irked while people think about worries that they just do not know about.
    You managed to hit the nail upon the top and also defined out
    the whole thing without having side effect , people could take a signal.
    Will probably be back to get more. Thanks

  13. Write more, thats all I have to say. Literally, it
    seems as though you relied on the video to make your point.
    You obviously know what youre talking about, why throw away your
    intelligence on just posting videos to your site when you could
    be giving us something informative to read?

  14. I’m not sure why but this website is loading extremely
    slow for me. Is anyone else having this issue
    or is it a problem on my end? I’ll check back later and see if the problem still exists.

  15. When someone writes an piece of writing he/she maintains the thought of a user in his/her brain that how
    a user can understand it. Therefore that’s why this piece of writing is amazing.
    Thanks!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *