Rio, 1 de setembro de 2017

como_organizar_estante_livros

E aí, meu velho?

Semana passada o correio falhou. Não está sendo fácil manter periodicidade na vida. O único fato permanente do lado de cá é que, seja onde for, pela escrita ou fala, estão sempre revelando a corrupção de todo dia. Ou toda hora. Ou de todos os anos. Longos anos “sem perceber que era subtraída”. Médio. Perceber, se percebia, mas não era o caso de falar sobre isso. E hoje, já mais que percebida, não muda nada.

Numa analogia injusta com vocês, seria como se numa única estante, todas as prateleiras fossem feitas da mesma história, com nomes de personagens e capas diferentes, mas semelhantes no enredo e…final? Talvez.

Óbvio que se fossem livros de amor, de aventura ou infantis, mesmo que repetidos tantas vezes, valeria a pena.

Mas não, infelizmente não. Estamos mais para a desumanização, para aquela história que lemos com interesse e, ao fecharmos o livro no final, ficamos marcados pelo fim pouco altruísta dos personagens. A diferença é que nos livros, histórias que revelam o quanto somos desumanos, mesquinhos ou egoístas, rendem grande literatura.

A tragédia do amor é que torna o amor inesquecível. O ciúme é que faz a vítima literária. A corrupção na cidadezinha do interior é que torna a redenção do herói solitário e alcoólatra, inesquecível. Somos clichês e produtores do lado negro da literatura que, quando de qualidade, nos diz que viemos com falhas imensas.

Se fosse só para alimentar a literatura, o cinema, as séries de TV, nossas falhas teriam realmente um valor artístico inquestionável. Mas não conseguimos manter isso no plano da ficção escrita. Muito menos com a qualidade dos grandes escritores dedicados aos temas.

Nesse raciocínio do que vivemos hoje, a estante que tu habitas, seria feita de fileiras dos mesmos livros policiais, mostrando as entranhas sujas do poder das instituições e do crime mafioso, mas sem a qualidade de um Dennis Lehane. Ou a mesquinhez humana e as contradições morais de todos nós, mas sem a estocada precisa de um Dostoiévski. Teria edições repetidas do jogo político internacional e das ameaças terroristas, mas sem a fina abordagem de um Graham Greene ou John Le Carré. Revelaria em série, a corrosão do ciúme e a violência passional e homofóbica diária, mas sem a originalidade de um Machado ou a crueza de um Rubem Fonseca.

Seria assim, meu velho amigo: uma sequência interminável de histórias repetidas de vítimas e carrascos, extremismos e intolerância, intrigas e corrupções, como essas que nos chegam todos os dias. Coisas rodriguianas ou shakespearianas, mas sem a arte e a inteligência de nenhum deles.

Dessas histórias que correm atrás da gente, nos colocando no centro da trama como personagens ou meros leitores, sempre temos aquelas que nos salvam. São os professores que ainda dão aulas em áreas de risco ou gente que por amor aos livros, carrega vocês, de um lado para o outro, oferecendo leitura gratuita em suas bibliotecas de rodas.

Ouvi no rádio recentemente, uma pesquisa feita por um americano (sempre eles) sobre, pasme, as consequências da violência para a educação no Rio de Janeiro.

Professores melhores colocados nos concursos públicos têm direito a escolher as escolas onde desejam lecionar. E como ninguém estudou para virar alvo de bala de polícia e bandido, os melhores professores vão para longe dos lugares onde estão as crianças que mais precisam de qualidade e estimulo para estudar.

Resumindo, meu velho, segure o seu lugar aí na estante. Agarre-se aos seus bons companheiros de papel. Porque uma bala perdida aqui é mortal para o futuro, seja quando tira vidas ou professores de seus alunos.

Até a próxima página. Um grande abraço e nos lemos em breve.

L.

P.S: Se queremos superficialidade, vamos aos telejornais ou as apressadas notícias da internet. Mas para entender melhor porque somos o que somos, serão ainda vocês, meu velho, que irão nos ajudar. No meio desse tiroteio de informações, vale sempre ler caras como Noam Chomsky para entrar no pensamento americano capaz de criar um Trump. Ou o badaladíssimo Yuval Noah Harari com o seu “Sapiens” de forma clara e simples, nos conta como chegamos até aqui. Mas não dá para deixar de lado os quatro livros de “A Era …”, de Eric Hobsbawn, um panorama histórico dos acontecimentos que escreveram o Século XX e, consequentemente, a nossa vida. Mas na falta de tempo, um gibi do Tio Patinhas também ajuda a entender nossa mesquinhez, meu velho.

67 comentários em “Rio, 1 de setembro de 2017

  1. Thanks for your suggestions. One thing I’ve noticed is the fact that banks as well as financial institutions really know the spending routines of consumers as well as understand that many people max away their own credit cards around the vacations. They sensibly take advantage of this particular fact and begin flooding your own inbox as well as snail-mail box along with hundreds of Zero APR credit card offers right after the holiday season finishes. Knowing that if you’re like 98% of all American open public, you’ll leap at the opportunity to consolidate credit debt and move balances to 0 annual percentage rates credit cards. feeeegj https://headachemedi.com – best Headache medications

  2. I enjoy you because of all of the effort on this blog. Betty delights in carrying out internet research and it’s easy to see why. A lot of people hear all about the compelling form you convey both interesting and useful guidance by means of the blog and attract contribution from other individuals about this area and my child has always been becoming educated a great deal. Enjoy the remaining portion of the new year. You’re carrying out a dazzling job.

  3. A lot of thanks for each of your hard work on this web page. Kim really likes going through investigation and it’s really easy to understand why. Many of us know all of the dynamic method you make powerful steps on this web blog and as well as improve participation from people on that issue so our girl is in fact learning a lot of things. Have fun with the remaining portion of the new year. You are conducting a pretty cool job.

  4. I really like your blog.. very nice colors & theme. Did you design this website yourself or did you hire someone to do it for you? Plz respond as I’m looking to create my own blog and would like to know where u got this from. many thanks

  5. Somebody essentially assist to make critically articles I would state. That is the very first time I frequented your website page and thus far? I surprised with the analysis you made to create this actual publish incredible. Great task!

  6. I was curious if you ever thought of changing the structure of your blog?
    Its very well written; I love what youve got to say.

    But maybe you could a little more in the way of content so people could connect with it better.
    Youve got an awful lot of text for only having one or two
    images. Maybe you could space it out better?

  7. Pingback: solars.biz
  8. Good day! I could have sworn I’ve been to this blog before but
    after going through some of the posts I realized it’s new to me.
    Anyhow, I’m certainly pleased I stumbled upon it and I’ll be book-marking it and checking back regularly!

  9. A person essentially lend a hand to make severely posts I would state.
    This is the very first time I frequented your website page and thus far?
    I surprised with the research you made to make this particular post incredible.

    Wonderful process!

  10. of course like your web-site but you have to take a
    look at the spelling on several of your posts.

    A number of them are rife with spelling issues and I to find
    it very bothersome to inform the reality nevertheless I’ll definitely
    come again again.

  11. Hey are using WordPress for your site platform?
    I’m new to the blog world but I’m trying to get started and create my own. Do you require any html coding expertise to
    make your own blog? Any help would be really appreciated!

  12. Pingback: Cialis online
  13. Pingback: Cialis coupon
  14. Pingback: essayforme

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *